segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O outro lado do dia das crianças..

Esse post não é sobre moda (que é o foco do blog), mas sim sobre uma coisa que, particularmente hoje, me chamou muito a atenção e eu quis dividir com vocês. Aqui no Ceará existe um projeto chamado 'Criança Fora da Rua, Dentro da Escola' que tem como objetivo "retirar as crianças e os adolescentes da rua, reinserindo-os em sua comunidade e contexto familiar, combatendo o trabalho e a exploração infantil e introduzindo e mantendo essas crianças e adolescentes na escola e nos programas socioeducativos". Nos Estados Unidos não é preciso projetos para convencer alguém de ir à escola. Lá é lei. Se uma criança em idade escolar não estiver na escola ou não seja home-schooled (que tem aulas particulares em casa), as consequências podem ir diretamente para os pais fazendo com que eles sejam presos ou até percam a guarda da criança (dependendo da localidade). Eu não vou criticar o 'Criança Fora da Rua, Dentro da Escola', pois acho que se, através dele, o governo conseguiu tirar pelo menos uma criança da rua, já é lucro. Isso significa que é mais uma criança adquirindo conhecimento, mais uma criança sendo alfabetizada e mais uma criança vivendo, pelo menos um pouco, a realidade do que é ser criança. Porém, logo hoje, um dia que é para ser tão especial para essas crianças, me entristece ao andar pelas ruas da cidade e vê-las aos montes "trabalhando". Aí eu me pergunto: - Aonde estão as pessoas do projeto agora? Elas deveriam estar lá nas ruas, aproveitando a quantidade enorme de crianças presentes para poder, de alguma forma, tentar uma abordagem e, quem sabe assim, conseguir tirar, de todas elas, pelo menos mais uma da mendicância.

Fotos: Daniel Aragão/Priscila Furtado

12 comentários:

Bazar disse...

é triste mesmo

da uma revolta..

HSLO disse...

Amiga...muito bom seu post. Nos leva a uma reflexão sobre a situação de crianças nos grandes centros urbanos. Aqui na Bahia a prostituição infantil aumenta a cada dia.


abraços

Hugo

holmescruise disse...

Mais como aqui não é lei (infelizmente), mesmo que eles abordem as crianças que estão nas ruas, essas crianças que decidem se quer ou não quer ir, e infelizmente acho que uma boa parte escolhe não ir, pois acha que assim é melhor e que a escola só atrapalha (ate os proprios pais da crianças as vezes pensam assim), mas quando crescerem vão peceber como estavam errado

Frazoa, Filipa disse...

Adorei o post!

ruth ♥ disse...

pois é, isso é uma triste realidade :( não sei o q dizer porq isso não vai mudar as coisas né?
gostei do seu post porq não vi ninguen falando dos problemas de muitas crianças en nenhum blog

Bia Galvão disse...

É uma triste realidade que acontece em todos lugares do país, gostaria q tivessem mais projetos como esse, e leis mais rigorosas para manter a crianças não só na escola mais uma vida mais digna. bjssss

Luciana S. disse...

Verdade, Pri! Olha, não é ser omissa, mas não tenho nem vontade de comentar seu post. Eu leio essas coisas e me dá dor no coração. Sério...se há um assunto que não me privo de esforços é tudo relacionado a crianças. Eu apoio sempre que posso qq iniciativa que vise algum tipo de ação em torno da educação e cultura. Só isso pode mudar qq situação...

Giselly Knippél disse...

Acho que é por isso que estudo Direito, porque me incomoda essa injustiça muda, que todo mundo ou a maioria contribui fingindo que não vê.. no Rj isso é todo dia, a qualquer hora e em qualquer lugar, crianças vendendo doces, se vendendo, vagando pelas ruas sem destino nenhum e ninguém sabe, ninguém quer saber, projetos como esse existem muitos por aí e por aqui, mas eu juro não acreditar que o propósito seja reeducar essas crianças.

Sueli Figueiredo disse...

No Brasil também existe lei que determina que todas as crianças em idade escolar estejam na escola, o ECA...Mas no Brasil as leis não "pegam", principalmente leis que protegem os mais vulneráveis...é muita hipocrisia comemorar o dia das crianças, puro comércio! Vc foi a única pessoa que levantou essa questão...Dia das CRianças deveria ser dia pra questionar e pensar na situação de milhões de crianças no Brasil em situação de abandono, mendicância, exploração sexual, etc...É muito triste! é crianças de famílias de situação social boa, também estão vulneráveis, pois a educação ficou em segundo plano...a prioridade é dar coisas pra criança, pra compensar a ausência. Não gosto de pensar aonde isso vai parar!

Carol Marques disse...

apenas uma coisa a dizer Triste!

Cristin disse...

Amei seu post!
Criança....PRIORIDADE SEMPRE!
É uma pena que existe mto falar e pouco agir, mas um dia tudo muda, eu acredito nisso!
Bjus lind@

Ana disse...

Pois é, criança fora da escola é coisa q tem no Brasil inteiro. Aqui onde eu trabalho, todo dia vem um menino vender pano de prato. É mto triste. Outra coisa q eu acho q deveria ser feita no país é projeto familiar. Esses dias eu vi na tv uma mulher de 27 anos, 6 filhos q tinha perdido tudo num deslisamento q teve em SC por causa das chuvas. Acho q é por justamente as pessoas de baixa renda não terem essa ideia de q eles precisam planejar sua vida e seu futuro q tá cheio de criança pedindo esmola, vendendo bala ou se prostituindo.